ELIO OLIVEIRA MEU PENSAR
SOU A INCOGNITA! A VERDADE E A VIDA
Capa Textos Fotos Perfil Livro de Visitas Contato
Textos
INCRIVELMENTE SOMOS NÓS.

*--*
Qual o tempo de conhecer, qual o tempo de nos prepararmos para viver! Onde se encontra esse tema, esse então até dilema, o dia seguinte, a fonte, a luz que vai nos irradiar, que historia deve se contar.
*--*
A oração, o coração que bate, e sem ração dizemos sem pensar e sem buscarmos então atrás dos montes que se oferecem, e guardamos de nós pedaços, e loucos estamos quantas vezes na euforia de viver, um momento.
*--*
O que importa, não, isso pouco vai nos importar, ou importaria, não traz a alegria, nem esquenta qualquer relação, um o tema, que era sem argumentos, se torna num horizonte até então perdido, um tormento.
*--*
Não somos realmente maduros para entender tudo, o que acontece de agradável, e, quem sabe até mesmo de desagradável, somos traídos e atraídos com a forma de pensar, e de medir as nossas atitudes, dai é nós.
*--*
Dai a se perguntar, quantos anos, qual idade que você tem, se importava, um nada, nada mesmo, seria um ponto ou um fato a mas, a probabilidade de acordássemos para um pequeno detalhe, agora nós....
*--*
“”Mescla rara de penúltimo mendigo
e primeiro astronauta a pôr os pés em vênus, meia melancia na cabeça, uma grossa meia sola e em cada pé as flores da camisa desenhadas na própria pele, uma bandeirinha de taxi livre em cada mão.” (Moacyr Franco).
elio candido de oliveira
Enviado por elio candido de oliveira em 07/02/2020
Comentários